Datena agradece Bolsonaro e anuncia desistência de candidatura ao Senado

“Pensei bem e resolvi seguir meu caminho”, disse o apresentador do Brasil Urgente.

Por Léo Brasil 30/06/2022 - 18:55 hs
Foto: Reprodução / Band

Pré-candidato ao Senado na chapa do ex-ministro Tarcísio de Freitas (Republicanos), o apresentador de televisão José Luiz Datena (PSC) anunciou nesta quinta-feira (30)  a desistência de sua candidatura nas eleições de ano.


Datena tem histórico em desistir de concorrer a cargos na política. Nas três últimas eleições, o jornalista se predispôs a concorrer a senador, prefeito e vice-prefeito, mas acabou desistindo em todas as ocasiões.


“Pensei bem e resolvi seguir meu caminho”, disse o apresentador do Brasil Urgente.


Datena agradeceu o apoio de Bolsonaro e disse que não foi por causa do presidente que sua pré-candidatura não caminhou.


“Em primeiro lugar eu queria deixar a minha palavra aqui de carinho para com o presidente, que hoje de manha deu uma declaração que tinha me escolhido como senado e foi isso mesmo que foi acordado mas pensei bem e resolvi seguir meu caminho (…) não foi por parte dele que não dei certo”, afirmou Datena.


“Ignoro certos grupos radicais que me hostilizaram e me hostilizam, pesaram muito nessa decisão. Sigo com a minha bandeira e meus princípios, sempre em defesa da democracia e da constituição brasileira”, disse Datena.


Mais cedo, o presidente Jair Bolsonaro (PL) disse ter fechado apoio com Datena.


“Eu tô com o Datena lá, fechei com o Datena, está no outro partido e tem críticas, assim como tem gente que critica o Tarcísio, que critica a mim. Não dá para a gente pacificar o negócio”, disse Bolsonaro a apoiadores na saída do Palácio da Alvorada.


No início deste mês, Datena compartilhou um vídeo em uma rede social do seu programa Brasil Urgente em que sinalizava desistir de sua pré-candidatura ao Senado por São Paulo por “resistências de alguns políticos” a seu nome. Em seguida, porém, mudou o tom. Em outro vídeo publicado logo depois, Datena reafirmou que se mantinha na disputa, amparado pela “confiança do povo de São Paulo e do Brasil”. A série de declarações virou um dos assuntos mais comentados no Twitter.