Rodrigo Pacheco deve abrir mão de pré-candidatura à Presidência - JN da Chapada

Segundo os levantamentos, o senador consegue alcançar no máximo 1% das intenções de voto.

Por Léo Brasil 22/01/2022 - 19:26 hs
Foto: Agência senado

Lançado pelo PSD para concorrer ao Planalto, senador recuou da ideia de aproveitar o recesso para percorrer o país e articular apoios a seu nome, e aliados já consideram que ele desistiu da disputa. Reeleição no comando do Congresso em 2023 é um foco


A pré-candidatura à Presidência de Rodrigo Pacheco (MG) pelo PSD esfriou antes mesmo de começar. Aliados do presidente do Senado já consideram que ele desistiu de pleitear o cargo devido ao cenário polarizado entre o presidente Jair Bolsonaro (PL) e o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), que aparecem à frente nas pesquisas eleitorais. Segundo os levantamentos, o senador consegue alcançar no máximo 1% das intenções de voto.


Um correligionário de Pacheco disse, em caráter reservado, que tudo indica que a candidatura não será lançada porque o presidente do Senado “não se mexeu, não deu um passo” para se viabilizá-la. Outro membro do PSD ouvido pela reportagem destacou que a sigla não foi sequer mobilizada para apoiar o presidente do Senado até o momento, o que seria mais um indício.